Quando o amor pelos livros supera a expectativa

A tarefa prioritária de toda mãe educadora é despertar o amor pela leitura em seus filhos.

Qual não é a nossa felicidade quando contemplamos a criança em seu deleite ao buscar o conhecimento nos livros? Este amor pela leitura deve ser acompanhado, sempre que possível por livros bem escritos que auxiliem na contemplação de valores concretos tais como a Verdade, a Bondade e a Beleza.

Um leitor ávido rumo a fluência de leitura – L. O., 6 anos.

Recentemente, uma mãe a quem prestei meu serviço de consultoria em Educação Clássica Domiciliar confidenciou-me que seu filho, o menino de 6 anos que aparece na foto que ilustra este artigo, leu em apenas um mês um dos livros que eu havia indicado. Inicialmente, seu objetivo era ler apenas uma página por dia, mas o menino gostou tanto da narrativa que passou a ler várias páginas a cada dia. Parabéns por sua vitória! E parabéns a mamãe por assumir a educação integral de seu filho!

Nosso trabalho como mães educadoras é apresentar aos nossos filhos ferramentas essenciais para seu crescimento intelectual e espiritual, tornando-os homens e mulheres fortes, honrados e inteligentes. Que Deus nos auxilie nesta jornada!

Lista de leitura para 2018 (atualizada)

Em 17 de janeiro deste ano, publiquei aqui no blog, a minha lista de leitura para 2018 visando minha formação pessoal.  Também neste artigo eu compartilhei minha felicidade em administrar e participar do grupo de estudos Vias Clássicas.

Charlotte Mason – painted in 1902 by Frederic Yates

Hoje,  gostaria de compartilhar que tenho o orgulho de participar de mais um grupo de estudos formado por mães educadoras cujo objetivo para 2018 é fazer uma leitura lenta e meditativa do livro de Charlotte Mason chamado “Home Education“.

Confesso que já havia lido os seis volumes de forma rápida há alguns anos atrás, e tenho certeza que neste momento, a experiência de uma leitura lenta junto a um grupo de mães educadoras será  muito proveitoso.

É realmente encantador poder observar o crescente movimento de famílias educadoras abraçando e tomando para si a responsabilidade de educar seus filhos. Ao mesmo tempo, em que posso presenciar a busca de muitas mães brasileiras – geralmente são elas a assumir o papel de educador – para completar as lacunas de sua própria formação intelectual.

 

A alegria de ajudar uma mãe educadora

Com a Graça de Deus, através de meu trabalho de consultoria, tenho   acompanhado a jornada de muitas famílias cristãs no desafio de assumir integralmente a educação de seus filhos.

O amor, sem dúvida, é a base para o aprendizado. É através do amor, da contemplação e da busca contínua da Verdade, da Bondade e da Beleza que se fundamenta uma Educação Clássica Cristã. O que se deseja é desenvolver na criança o amor pelo aprendizado,  ensinando-lhe ferramentas essenciais para seu crescimento intelectual e espiritual, sendo esta a grande missão a que cada vez mais famílias educadoras têm se entregado no Brasil.

Os frutos colhidos são inúmeros e valiosos. Vejam abaixo, uma amostra dos exercícios de resumo realizados por crianças de 10 e 13 anos após leitura realizada em voz alta:

Resumo escrito por uma das crianças após leitura em voz alta de um capítulo de um livro de História.

 

Resumo, feito por outra criança, do mesmo capítulo do mesmo livro de História.

É emocionante ver a caligrafia caprichada e frases escritas com o coração, revelando o esforço honesto de entendimento do texto. Meus sinceros parabéns às crianças!

É impossível expressar o quanto me alegra o coração receber mensagens como: “Deus nos abençoou com sua ajuda!”.

Meu trabalho consiste em ajudar cada família a delinear um plano prático para ensino de uma criança durante doze meses, indicando livros e recursos didáticos, dicas práticas, métodos de ensino, além de compartilhar minha experiência na educação de meus filhos e, também, a de dezenas de outras  mães educadoras, do Brasil e do exterior, com quem mantenho contato constante em grupos de estudos e discussão. Cada plano é específico para atender as características de cada criança e os objetivos gerais de cada família, fornecendo toda a orientação para que a família já comece a educação domiciliar com eficiência e lógica, diminuindo muito o stress inicial pelo qual todos passamos ao assumir uma nova tarefa. A abordagem é totalmente prática, voltada para a aplicação dos conceitos à Educação de seu filho, mas o plano também inclui algumas explicações teóricas essenciais, com indicações de livros para posterior aprofundamento.

Se você deseja abraçar o compromisso de educar seus filhos e necessita de orientação para como iniciar e planejar o seu currículo de educação familiar entre contato pelo email: [email protected]

Minha lista de leitura para 2018

No último artigo publicado no blog listei os livros que usarei para a educação de meus filhos em 2018.  Paralelo a este plano, farei também estudos para o meu crescimento cultural. Como mãe educadora devo ser um exemplo digno a ser imitado por meus filhos.

Clutching her book, adorned in pearls 1756 by François Boucher

Tenho a felicidade de participar de um grupo de estudos com outras mães educadoras católicas que também adotam os princípios da Educação Clássica Cristã.  Este grupo de estudos chama-se Vias Clássicas. É um grupo pequeno em número de participantes, mas precioso no sentido de promover uma busca pela Verdade, Bondade e Beleza.

Para 2018 nosso objetivo é estudar três temas: Educação, História e Literatura. Optamos por uma leitura mais lenta, com o intuito de absorver com profundidade o conteúdo estudado. Desta forma, selecionamos apenas um livro para cada tema:

    • História: Ségur, Monsenhor de.  A Revolução Explicada aos Jovens . Editora Castela.
    • Literatura: Dickens, Charles. Um conto de duas cidades. São Paulo: Estação Liberdade, 2016.
    • Educação: Bethleem, Abade René. Catecismo da Educação. Livraria Figueirinhas.  /  Bethleem, Abade René. Catecismo da Educação. Editora Castela.

E você também participa de um clube de leitura? Quais são seus planos para seu enriquecimento cultural?

2018 – Estudos Familiares

Na Fase Gramatical e Lógica, grande parte de nossas atividades de estudos consistem em leitura em voz alta, narração oral e registro posterior num caderno. É deste modo, por exemplo, que mergulhamos nos Estudos de Literatura Clássica, História e Ciências.

Também optamos por selecionar livros que apresente um conteúdo mais aprofundado dos temas a serem estudados a cada ano. A seguir a nossa lista de livros selecionados para o estudo em 2018:

Estudos em Grupo – Leitura em voz alta, narração oral e registro e atividades em caderno específico:

  • Metamorfoses de Ovídio. Selecionamos a tradução de Bocage comentada por Rafael Falcón.
  • Breve História do Mundo de Ernest Gombrich. Leremos os capítulos 26 a 36 deste livro.
  • Famous Men of Modern Times por John H. Haaren. Neste caso, farei a tradução dos capítulos a serem estudados a cada semana.
  • O Livro do Corpo Humano de Steve Parker. Traduzido e publicado pela Ciranda Cultural, 288 páginas com muitas informações e ricas ilustrações.
  • Exploring the History of Medicine: From the Ancient Physicians of Pharaoh to Genetic Engineering de John Hudson Tiner. O autor é cristão e apresenta a cada capítulo sugestões de exercícios com respostas no final de cada livro. Indicado para crianças de 11 a 15 anos. Estudaremos um capítulo por semana.

Para o estudo da Gramática Portuguesa usaremos um livro para a prática semanal e outro apenas para consulta:

  • Novo Manual de Língua Portuguesa – Curso Médio. Indicado para crianças de 11 a 13 anos de idade. Nossa meta é estudar 27 novas lições deste livro em 2018.
  • Gramática Metódica da Língua Portuguesa de Napoleão Mendes de Almeida. Esta obra será usada como consulta.

Em 2017, nos dedicamos ao estudo da Gramática Latina intercalando lições do Gradus Primus (Paulo Rónai) e Gramática Latina (Napoleão Mendes de Almeida). Em 2018 selecionamos apenas uma obra para estudar:

  • Gramática Latina de Napoleão Mendes de Almeida. Nossa meta é estudar uma média de 20 lições deste livro em 2018.

Em 2018 nosso intuito é aprofundarnos na Gramática Inglesa:

  • Essential Grammar in Use de Raymond Murphy. Nossa meta é estudar duas lições por semana.
  • Livros para leitura informativa em inglês da National Geographic:
    • Arctic Whale Danger! (A2 – 1000 palavras)
    • Cupid the Dolphin. (B1 – 1600 palavras)
    • Birds in Paradise. (B1 – 1600 palavras)
    • Living with a Volcano. (B1 – 1600 palavras)
    • Cambodia Animal Rescue. (B1 – 1600 palavras)

Para o estudo de Geografia, pesquisaremos informações sobre os países da América Central e América do Norte. Não usaremos livros didáticos, mas sim mapas e informações coletadas na página “The World Factbook” da Cia e outros sites informativos. Também usaremos um atlas histórico para ilustrar a narração de História do Período Moderno.

Para o estudo de Lógica Informal:

  • The Fallacy Detective por Nathaniel Bluedorn e Hans Bluedorn

Já para o aprendizado da Matemática, continuaremos com a série Saxon Math:

  • Saxon Math Homeschool 5/4
  • Saxon Math Homeschoo 6/5

Quanto a você, como está seu planejamento de estudos para 2018? Caso precise de auxílio para o plano de estudos, entre em contato por email: [email protected] .

O amor pelo aprendizado

Hoje, finalmente, concluímos os estudos de 2017. Foi um ano em que exercitamos o amor pelo aprendizado. Não completamos todas as metas, mas certamente nos superamos em muitos quesitos.

Percebo que a evolução do aprendizado ocorre em “saltos”. Não é exatamente uma evolução contínua, ao contrário, as vezes nos esforçamos durante semanas a fazer nossos filhos compreender algum tópico específico, e ainda assim senti sua dificuldade em assimilar aquele tópico. E, alguns meses mais tarde perceber que algo ligou-se dentro de seu filho e tudo passou a fazer sentido.

Educar é cultivar a virtude do amor pelo aprendizado, paciência e perseverança em cada etapa. Lembrando-nos sempre que mais importante que cobrir todo o currículo é a busca e apreciação da Verdade, da Bondade e da Beleza.

Nossa família continuará com as leituras individuais durante as férias… um pouco toda manhã. Um sorriso, uma reflexão a cada leitura. E assim, manteremos acesa a chama do amor pelo aprendizado dentro de nossos corações.

Revisão dos Estudos (2017)

O ano de 2017, em nossos estudos,  foi um ano de transição entre a Fase Gramatical e a Fase Lógica. Este ano, foi marcado principalmente, pela adaptação de ter em casa um bebê com muita vitalidade que demandava de todos atenção e carinho.

O primeiro trimestre de estudos foi em um ritmo acelerado e conseguimos superar todas metas deste período. A partir de então, tivemos que rever objetivos, simplificar algumas metas e priorizá-las. Ciências, Lógica, Inglês e Latim fizemos num ritmo mais suave, reduzindo nossa produtividade para 70% do planejado para o ano. Estudos Clássicos, História, Português e Matemática mantivemos a meta em 100% e pretendemos concluir todo o conteúdo previsto para este ano até a primeira semana de dezembro.

Para o estudo da Gramática da Língua Portuguesa, testamos vários recursos, e finalmente nos decidimos por utilizar um livro bem antigo publicado em 1932 “Novo Manual de Língua Portuguesa – Curso Médio por Mário Bachelet”.  Este livro é da antiga Coleção de Livros Didáticos da FTD publicados pela editora Paulo de Azevedo e distribuídos pela Livraria Francisco Alves. Os livros didáticos para o “Curso Médio” eram destinados a jovens entre 11 e 13 anos. Continuamos usando a Gramática Metódica da Língua Portuguesa do Napoleão Mendes de Almeida como obra de consulta.

O ano de 2017 também foi rico no sentido de ampliarmos nossa biblioteca familiar, adquirindo preciosas obras publicadas até a década de 1960.

Salvar

Salvar

Participação em Feira de Ciências

Os meninos, neste último fim de semana, participaram da Feira de Ciências das Famílias Educadoras de Curitiba e Região. O tema de sua apresentação foi “Contribuições Científicas do Matemático Português Pedro Nunes para as Grandes Navegações“.

Eles foram os primeiros a se apresentar e puderam exercitar o desafio de falar em público.

 

Salvar

Salvar

A “arte de bem dizer” deve ser exercitada periodicamente. Já na Fase Gramatical, as crianças devem exercitar a formulação de respostas usando frases completas e resumos orais. Além disso, podemos ensiná-las a movimentar o corpo sem ficar em frente do cartaz ou do objeto que estejam apresentando no momento em que forem apresentar um projeto. Também é importante explicar à criança que, ao iniciar a apresentação do tema, devem primeiramente dizer o seu próprio o nome e o tema da apresentação. Somente após essa introdução básica é que elas devem avançar para as explicações mais detalhadas.

A cada nova oportunidade de apresentar-se em público, devemos ensinar às crianças como se movimentar, como projetar a voz, como gesticular com naturalidade e como lidar com “a ansiedade natural” de falar diante de uma plateia. Agindo assim, será muito mais fácil de atingir, na Fase Retórica, o objetivo de tornar-se oradores eloquentes.

Salvar

Uma pequena entrevista

Michael, 8 anos.

Disciplina favorita: Estudos Clássicos (este ano fizemos a leitura de Os Lusíadas)

A que menos gosta: Gosto de todos os temas que estudamos!

O que mais gosta em nossos estudos familiares: Eu posso ler sem tagarelices no meu ouvido, principalmente quando estou deitado confortavelmente no sofá.

Super Poderes (Habilidades): Acalmar bebês.

Leitura favorita: Não tenho um livro favorito, mas gosto muito de histórias mitológicas.

Filme favorito: Toda a série de Crônicas de Nárnia

Música favorita: As Quatro Estações de Vivaldi

Passeio favorito: Parque Natural das Aves

Planos para quando crescer: Ser um explorador Geocientista.

 

Martin, 11 anos.

Disciplina favorita: Matemática

A que menos gosta: Inglês

O que mais gosta em nossos estudos familiares: É mais silencioso e confortável que a escola. Também aprecio o som dos pássaros em nosso quintal.

Super Poderes (Habilidades): Fazer as pessoas verem o lado positivo das coisas.

Leitura favorita: O vento nos salgueiros

Filme favorito: Batman X Superman

Música favorita: Bolero de Ravel

Passeio favorito: Praia de Guaratuba

Planos para quando crescer: Ser um escritor igual ao meu pai.

Desenvolver a habilidade da escrita

A arte de escrever, assim como qualquer outra habilidade, precisa ser exercitada periodicamente. Para dominá-la, acima de tudo, precisa-se absorver muita literatura clássica. É essencial ver como os grandes autores usam o vocabulário e constroem frases e versos sonoramente belos. Também é preciso aprender a pesquisar sinônimos e a reescrever frases para melhorar a sonoridade do texto após os primeiros esboços.

Na próxima semana concluiremos a leitura do canto décimo de Os Lusíadas. Por isso, pedi aos meninos que fizessem uma redação sobre a leitura desta obra.

Começamos por enumerar as principais características da obra, quem foi o autor, quem era o herói, a aventura e o que aprendemos com esta leitura. Em seguida, propus que seguissem a seguinte estrutura:

  • Parágrafo 1: apresentar o autor e título da obra
  • Parágrafo 2: comentar sobre estrutura da obra
  • Parágrafo 3: detalhar o tema
  • Parágrafo 4: fechamento

Cada menino pôs-se a escrever sua redação. Após o primeiro esboço, pedi que procurassem sinônimos para algumas palavras que usaram em seu próprio texto, com a finalidade melhorar a sonoridade das frases. Eis o resultado:

A maravilhosa obra de Camões

Luís Vaz de Camões, escritor português, é o autor de Os Lusíadas. Ele foi um homem de grande conhecimento em história, geografia e literatura clássica.

Os Lusíadas tem dez cantos e mil cento e vinte e duas estâncias, conhecidas também como estrofes.

A obra é uma epopeia, ou seja, um poema narrativo que glorifica um herói. Um navegador heroico português chamado Vasco da Gama viajou de Portugal à Índia para comercializar. Ele percorreu um caminho jamais feito por outro navegador antes dele.

Eu recomendo a leitura deste livro porque aprendemos com ele o que é coragem, ou seja, como é ter firmeza de ânimo ante o perigo. Uma das partes que eu mais gosto é quando Camões descreve um gigante mitológico impedindo a passagem de Vasco da Gama pelo Cabo das Tormentas.

(Martin, 11 anos)

A poesia magnífica

Camões foi um poeta da renascença portuguesa que fez uma obra belíssima chamada Os Lusíadas.

A obra como eu já disse é magnífica, com dez cantos e mil cento e duas estâncias.

Uma epopeia que mostra um herói chamado Vasco da Gama, um bravo cavaleiro fiel ao Rei de Portugal, passando dificuldades numa aventura pelos mares de Portugal à Índia.

Esta obra fantástica e inspiradora é um verdadeiro exemplo de coragem. As vezes, Camões compara os heróis portugueses com heróis mitológicos e outras vezes com heróis verdadeiros da antiguidade. Mas fica claro que eles são fiéis a um único Deus, o Deus Verdadeiro.

(Michael, 8 anos).

Salvar

Salvar

Uma lista inspiradora

Vivemos em um mundo infectado pelo “Politicamente Correto”, em plena Revolução Cultural Marxista. Para entendermos corretamente as consequências devastadoras provocadas por essa ideologia é importante estudar a biografia de personagens que relatam sua experiência de vida em países que já passaram por esse processo destrutivo. E, sempre que possível, buscar inspiração e força em pessoas que com coragem conseguiram sobreviver a isso.

O cardeal vietnamita François-Xavier Nguyên Van Thuan passou 13 anos preso durante o regime comunista ateu que se impôs a seus país. Durante os anos de prisão ele aproveitou para converter seus carcereiros. No livro o autor partilha suas experiências: como encontrou e partilhou Jesus no seu dia-a-dia na prisão. (Ansiosa por recebê-lo,  comprei-o hoje).

Nien Cheng narra neste livro biográfico sua vida durante a Revolução Cultural Comunista na China. Mãe, empresária e diretora da Shell (petrolífera) na China durante ascensão de Mao Tsé-Tung. Ela conta como foi a Revolução Cultural na China, sua vida na prisão durante 6 anos e finalmente sua saída da China.

Este outro livro também é muito inspirador e conta vida de uma missionária cristã na China durante a invasão japonesa. Não trata exatamente da problemática da Revolução Cultural Comunista, mas nos revela que com Fé e Coragem é possível vencer grandes obstáculos.

Neste livro notável, Alan Burges narra a história de Gladys Aylward: uma mulher pequena, mas de extraordinária coragem, perseverança e fé, parte para a China dedicando-se à pregação religiosa. Descreve sua vida missionária durante 20 anos e como ela conseguiu salvar mais de 100 crianças atravessando montanhas durante a invasão japonesa.

Salvar

Leitura: O Pequeno Lorde

O pequeno Lorde é um clássico de Frances Hodgson Burnett, autor de obras conhecidas como O jardim secreto e A princesinha. Uma leitura agradável especialmente recomendada para as fases gramatical e lógica.

 

“Preferia não ser conde. Nenhum dos meninos é conde. Não poderei não ser conde?” Contudo, parecia inevitável.” Deste modo, Cedric Errol, um menino de sete anos que vive com a mãe em Nova Iorque, diz adeus aos seus amigos e parte para Inglaterra, onde irá ser lorde Fauntleroy e terá de viver num castelo com o avô, um homem muito rico e muito mal-humorado que detesta americanos. Contudo, o pequeno lorde não tardará a mostrar ao avô que o Velho Mundo tem muito a aprender com o Novo.